sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

VASCO-RN 0X3 BARAÚNAS-RN - 4ª MAIOR ZEBRA DA COPA DO BRASIL


A quarta  maior zebra da Copa do Brasil está direcionada ao Baraúnas de Mossoró que no dia 14 de abril de 2005 venceu o todo poderoso Vasco da Gama-RN, em pleno Estádio São Januário,  no Rio de Janeiro, com gols marcados pelo veterano Cícero Ramalho, com 41 anos ; Álvaro e Henrique

AS MAIORES ZEBRA DA COPA DO BRASIL

Confira as doze maiores zebras da história da Copa do Brasil:
1º) 2002 - ASA/AL elimina Palmeiras em SP, na 1ª fase 
13/2 - ASA 1 x 0 Palmeiras 
20/2 - Palmeiras 2 x 1 ASA 
Comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, atual comandante da equipe alviverde, o Palmeiras foi surpreendido pela zebra ASA de Arapiraca ainda na primeira fase, em pleno Palestra Itália. No mesmo ano, ao final da temporada, o clube seria rebaixado para a segunda divisão do Brasileiro. Já o time alagoano caiu na etapa seguinte, diante do Confiança-SE, com goleada por 4 a 0 no segundo jogo.

2º) 2004 - Santo André é campeão contra o Flamengo no Maracanã
23/6 - Santo André 2 x 2 Flamengo 
30/6 - Flamengo 0 x 2 Santo André 
Diante de 71.988 torcedores no Maracanã, após ter empatado a primeira partida em São Paulo por 2 a 2, o time comandado por Abel Braga foi batido por 2 a 0 pelo Santo André, do técnico Péricles Chamusca. Com campanha que eliminou equipes como Atlético-MG e Palmeiras, sempre com bons resultados como visitante, a equipe faturou seu título mais importante e afundou o clube carioca em uma grave crise.

3º) 2005 - Paulista é campeão contra o Fluminense no Maracanã 
15/6 - Paulista 2 x 0 Fluminense 
22/6 - Fluminense 0 x 0 Paulista 
No ano seguinte à surpresa com o Flamengo, o Fluminense reforçou a lista dos fracassos cariocas contra times menos tradicionais de São Paulo. Em São Januário, os mandantes não saíram de um empate sem gols com o carrasco de Botafogo, Inter e Cruzeiro, após derrota em Jundiaí por 2 a 0. Também comandada por Abel Braga, que levou o segundo vice seguido, os tricolores aumentaram o jejum de títulos nacionais diante da equipe do técnico Vágner Mancini, hoje no Santos.

4º) 2005 - Baraúnas elimina Vasco no Rio, nas oitavas 
14/4 - Baraúnas-RN 2 x 2 Vasco 20/4 - Vasco 0 x 3 Baraúnas-RN Um ano depois da eliminação contra o XV de Novembro-RS, o Vasco encarou novo vexame ao ser eliminado pelo time potiguar, que empatou por 2 a 2 no Rio Grande do Norte e venceu por 3 a 0 em São Januário, que resultaria na demissão de Joel Santana e nos protestos contra o presidente Eurico Miranda. Com um ataque formado por Romário e Alex Dias, os cariocas foram surpreendidos pelo veterano centroavante Cícero Ramalho, que aos 40 anos e visivelmente acima do peso, marcou dois gols nos duelos.
5º) 1994 - Ceará elimina Palmeiras em SP, nas oitavas 
12/4 - Ceará 0 x 0 Palmeiras 
29/5 - Palmeiras 1 x 1 Ceará 
Em plena era Parmalat, repleto de craques e sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras bicampeão paulista e brasileiro de 1993 e 1994 não conseguiu passar pelo Ceará nas oitavas-de-final. Com dois empates, o primeiro sem gols e o segundo por 1 a 1 no Palestra Itália, o time foi eliminado ao parar no goleiro Chico, que fechou o gol no jogo de volta, inclusive defendendo cobrança de pênalti de Evair. A principal surpresa do torneio só parou na decisão, quando foi derrotado pelo campeão Grêmio.

6º) 1991 - Criciúma é campeão contra o Grêmio
30/5 - Grêmio 1 x 1 Criciúma 
2/6 - Criciúma 0 x 0 Grêmio 
Na terceira edição da história da Copa do Brasil, o Criciúma foi o responsável pelo surgimento do técnico Luiz Felipe Scolari no cenário nacional com o título diante do Grêmio, primeiro conquistado por uma equipe fora da elite nacional, fato que seria seguido por Santo André e Paulista. No ano do tricampeonato estadual, o time de Santa Catarina segurou dois empates contra a equipe comandada por Dino Sani e garantiu presença na Libertadores do ano seguinte, quando só foi eliminada nas quartas-de-final, diante do campeão São Paulo.

7º) 2008 - Atlético-GO elimina Grêmio no Olímpico, na 2ª fase
2/4 - Atlético-GO 2 x 1 Grêmio
9/4 - Grêmio 2 x 1 Atlético-GO (3 x 4 nos pênaltis)
No ano em que conquistou o vice-campeonato brasileiro, o Grêmio tropeçou no início da temporada e colecionou duas eliminações em menos de 80 horas. Após cair no Gaúcho diante do Juventude, o time se despediu da Copa do Brasil ainda na segunda fase, em noite do goleiro Márcio. Fã de Rogério Ceni, o destaque do time goiano fez um gol de falta e brilhou nas cobranças de pênalti, calando quase 30 mil torcedores no Estádio Olímpico e deixando o técnico Celso Roth em situação delicada no cargo.

8º) 2007 - Ipatinga elimina Palmeiras em SP, na 2ª fase
21/3 - Ipatinga 2 x 0 Palmeiras 
5/4 - Palmeiras 2 x 0 Ipatinga (3 x 4 nos pênaltis) 
Depois de colecionar eliminações em casa diante de ASA e Santo André, o Palmeiras voltou a decepcionar a sua torcida no Palestra Itália, que recebeu mais de 22 mil pessoas. Depois de ser derrotado por 2 a 0 em Minas Gerais e devolver o placar na capital paulista, a equipe de Caio Júnior caiu na disputa por pênaltis após gols de Michael e Martinez no tempo normal, mesmo com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo. Nas penalidades, Diego Cavalieri defendeu uma finalização, que foi anulada pela arbitragem e revoltou os palmeirenses. Já Edmundo, que começou no banco de reservas, desperdiçou seu chute no fim.

9º) 1992 - CSA elimina Vasco no Rio, nas oitavas
12/9 - CSA 3 x 3 Vasco 
25/9 - Vasco 0 x 1 CSA 
Vítima de diversas zebras na história da Copa do Brasil, como Baraúnas-RN e XV de Novembro, o Vasco também protagonizou um dos maiores vexames na edição de 1992, ainda nas oitavas-de-final. Após segurar um empate em Alagoas, os comandados de Joel Santana, que ainda tinham no elenco o hoje presidente Roberto Dinamite, perderam por 1 a 0, resultando na ira dos torcedores que compareceram ao Estádio de São Januário.

10º) 1993 - Londrina elimina Inter no Beira-Rio, nas oitavas
16/4 - Londrina 1 x 1 Internacional 
23/4 - Internacional 0 x 1 Londrina 
O Internacional vinha com moral para enfrentar o pequeno Londrina. Na fase anterior, a equipe gaúcha havia goleado duas vezes o Ji-Paraná-RO, por 6 a 0 e 9 a 1 (ainda não existia a eliminação do jogo de volta com vitória no jogo de ida por mais de dois gols). Acabou surpreendido pelo time paranaense, que conseguiu a façanha de vencer no Beira-Rio. Nas quartas-de-final, o Londrina foi eliminado pelo Flamengo, depois de perder por 1 a 0 fora de casa e empatar no Paraná em 1 a 1.

11º) 1997 - Santa Cruz elimina Cruzeiro em Minas, nas oitavas
6/3 - Santa Cruz 1 x 1 Cruzeiro 
13/3 - Cruzeiro 0 x 1 Santa Cruz 
Maior campeão da história da Copa do Brasil (ao lado do Grêmio), com quatro títulos, o Cruzeiro também não fica fora dos maiores fracassos da competição. Na época em que ainda era permitido a disputa do torneio aos representantes nacionais da Libertadores da América, o time mineiro se dividiu em duas disputas simultâneas e sofreu com as conseqüências nas oitavas. Depois da igualdade no duelo de ida, no Recife, a equipe comandada por Paulo Autuori foi derrotada no Mineirão, com um time que tinha entre outros Dida, Palhinha, Reinaldo e Elivélton, herói do título sul-americano no mesmo ano.

12º) 1994 - Linhares elimina Fluminense, na 1ª fase
18/2 - Fluminense 2 x 2 Linhares-ES 
18/3 - Linhares-ES 1 x 1 Fluminense 
O título perdido para o Paulista de Jundiaí em 2005 não foi a primeira vez em que o Fluminense sentiu o ataque da zebra. Na Copa do Brasil de 1994, o Linhares-ES eliminou o time carioca com dois empates. A equipe capixaba prosseguiu, batendo São José-AP e Comercial-MS no caminho, mas caiu para o Ceará na semifinal.

FONTE: SITE TERRA

RIO GRANDE DO NORTE NA COPA DO BRASIL, DESDE 1989


Até 2002 nenhum clube do interior potiguar havia participado da Copa do Brasil, e sim, somente ABC e América de Natal participavam do campeonato, cuja homogenia foi  quebrada pelo Corintians de Caicó  que foi eliminado logo no primeiro jogo realizado no dia  13 de fevereiro de 2002, perdendo para o Bahia pelo placar de 2x0, partida realizada no Estádio Marizão; em seguida foi a vez de São Gonçalo, porém,   não é  interior propriamente dito, já que  não se pode considerar que São Gonçalo é realmente interior, tendo em vista  está encravado na Região Metropolitana. Em 2005, em dose dupla, o interior potiguar fez a festa com Baraúnas e Potiguar de Mossoró. Posteriormente foi às vez de Potyguar de Currais Novos e Assu, em 2010 e por último o Santa Cruz, em 2012.
    O Baraúnas de Mossoró foi o clube do Rio Grande do Norte que chegou mais longe na Copa do Brasil, em 2005 o tricolor mossoroense conquistou a 7ª posição, passando pelo América mineiro, Vitória da Bahia e Vasco do Rio de Janeiro e perdendo para o Cruzeiro de Belo Horizonte. Quem chegou mais próximo ao grande feito do Leão do Oeste foi o América, em 2000, com a 9ª colocação. Em seguida, vem o ABC, no mesmo ano, que conquistou a 11ª posição. O América passou pelo Sport-PE, perdendo em casa pelo placar de 1x0 e na partida de volta, venceu pelo mesmo placar, forçando a decisão nas penalidades máximas, cujo resultado foi de 4x2 para o time natalense, jogo realizado no dia 15 de março de 2000, em seguida passou pelo Sampaio Correia e perdendo para o Remo de Belém do Pará. Enquanto o ABC  passou pelo o Treze de Campina Grande, Vitória da Bahia e esbarrando  no jogo contra o Goiás.
A maior zebra da Copa do Brasil está direcionada ao Baraúnas de Mossoró que no dia 14 de abril de 2005 venceu o todo poderoso Vasco da Gama-RN, em pleno Estádio São Januário, com gols marcados pelo veterano Cícero Ramalho, com 41 anos ; Álvaro e Henrique
Veja a seguir as colocações de cada clube potiguar na Copa do Brasil, desde 1989
1989
AMÉRICA – 32º
1990
AMÉRICA – 18º
1991
ABC – 26º
1992
AMÉRICA – 29º
1993
AMÉRICA  - 22º
1994
ABC -  25º
1995
ABC – 26º
1996
ABC – 31º
1997
AMÉRICA – 27º
1998
AMÉRICA – 35º
ABC – 40º
1999
AMÉRICA – 30º
ABC – 40º
2000
AMÉRICA – 9º
ABC – 11º
2001
AMÉRICA – 56º
2002 –
AMÉRICA – 30º
CORINTIANS DE CAICO – 59º
OBS.: PRIMEIRO CLUBE DO INTERIOR POTIGUAR A PARTICIPAR DE UMA COPA DO BRASIL
2003
AMÉRICA – 21º
2004
SÃO GONÇALO – 36º
AMÉRICA – 36º
2005
BARAÚNAS – 7º
OBS> 7º COLOCADO DO CAMPEONATO, PASSOU PELO AMÉRICA-MG, VITÓRIA DA BAHIA, VASCO-RJ E PERDEU PARA O CRUZEIRO DE MG.
POTIGUAR DE MOSSORÓ – 62
2006
ABC – 23º
POTIGUAR DE MOSSORÓ – 24º
2007
AMÉRICA  - 22º
BARAÚNAS – 45º
OBS. O BARAÚNAS DE MOSSORÓ PASSOU PARA A SEGUNDA FAZE, VENCENDO O VITÓRIA DE SALVADOR, PORÉM PERDEU A VAGA NA JUSTIÇA ESPORTIVA
2008
ABC – 37º
BARAÚNAS – 44º
2009
AMÉRICA – 43º
POTIGUAR DE MOSSORO – 47º
2010
AMÉRICA – 40º
POTYGUAR DE CURRAIS NOVOS – 44º
ASSU – 48º
2011
ABC – 23º
CORINTINAS DE CAICÓ – 57º
2012
ABC –
SANTA CRUZ -
QUANTIDADES DE VEZES DE PARTICIPAÇÕES DE CLUBES POTIGUARES NA COPA DO BRASIL
AMÉRICA – 15
ABC – 11
BARAÚNAS – 3
POTIGUAR DE MOSSOÓ – 3
CORINTIANS DE CAICÓ – 2
POTYGUAR DE CURRAIS NOVOS – 1
SÃO GONÇALO – 1
ASSU – 1
SANTA CRUZ - 1

COPA DO BRASIL

História da Copa do Brasil
Com a criação da Copa União em 1987, vários clubes de regiões menos populares que entravam no Campeonato Brasileiro por ser campeão estadual, deixaram de enfrentar os chamados "grandes" e com isso algumas agremiações corriam o risco até de fechar as portas. A solução foi criar uma "Copa" nos moldes dos Europeus.



Em 1989, na gestão de Ricardo Teixeira, a CBF cria a chamada Copa do Brasil, que permitia a entrada de clubes de todos os estados. Inicialmente todos os campeões estaduais e mais os vices de alguns estados com melhor representação nacional, jogavam partidas de forma eliminatórios. O campeão do torneio garante vaga à Copa Libertadores da América.

Ao longo do tempo o sistema de disputa teve algumas alterações. Em 1995 ficou estabelecido que nas duas primeiras fases, a equipe
que vencesse por três gols ou mais de diferença, na casa do adversário (jogo de ida), não precisaria disputar a segunda partida. No ano seguinte esta diferença caiu para dois gols. 
Durante os anos de 1989 a 1993, o campeão ficava de posse definitiva da TAÇA  A partir de 1994 só quem ficava com o troféu de forma definitiva seria a equipe que vencesse a competição por três vezes. Neste sistema, só o Grêmio teve a posse do troféu, nas conquistas de 1994, 1997 e 2001.

Após a conquista gremista de 2001, foi colocado um novo troféu em  disputa,  Mas nenhum clube conseguiu ficar com a posse do mesmo já que em 2008, um novo foi posto em disputa.

Apesar das grandes dificuldades de clubes de menor expressão avançar a proxima fase, o que eles querem mesmo é poder enfrentar os chamados "Grandes" para atrair público e renda.

Curiosidades

O primeiro gol da história da Copa do BRASIL foi marcado por Alcindo, na vitória por 2 a 0 do Flamengo sobre o Paysandu, em 19 de julho de 1989.

O craque Romário é o jogador que mais gols fêz ao longo da história da competição, foram 36 gols em 46 partidas; o primeiro foi no ano de 1995 e o último em 2007. Ele foi seguido de perto por Viola (29 gols em 44 jogos ), Oséas (28 gols em 53 jogos) e Paulo Nunes (28 em 58 partidas), que encerraram suas carreiras.

Carlos Miguel e Zinho são os jogadores que mais participaram da Copa do Brasil; cada um jogou 71 partidas.

O Atlético Mineiro é o detentor da maior goleada: em 28 de fevereiro de 1991, surrou a equipe piauíense do Caiçara, em Belo Horizonte, pelo placar de 11 a 0. A segunda maior goleada foi em 28 de março de 2001, São Paulo 10 x 0 Botafogo/PB.

Clubes campeões invictos:
Grêmio (1989/1994/1997); Cruzeiro (2000/2003); Corinthians (1995); Criciúma (1991) e Flamengo (1990).
Fonte: www.campeoesdofutebol.com.br e cbf.com.br
Pesquisas de Sidney Barbosa da Silva
Página adicionada em Setembro/2005 - atualizada em Outubro/2009.
COPA DO BRASIL
AnoCampeãoViceFinal
2011Vasco da GamaCoritiba1x0 e 2x3
2010SantosVitória2x0 e 1x2
2009CorinthiansInternacional2x0 e 2x2
2008Sport
Corinthians
1x3 e 2x0
2007FluminenseFigueirense (SC)1x1 e 1x0
2006
Flamengo
Vasco da Gama2x0 e 1x0
2005Paulista (SP)Fluminense2x0 e 0x0
2004Santo André (SP)Flamengo2x2 e 2x0
2003CruzeiroFlamengo1x1 e 3x1
2002CorinthiansBrasiliense2x1 e 1x1
2001GrêmioCorinthians2x2 e 3x1
2000CruzeiroSão Paulo0x0 e 2x1
1999Juventude (RS)Botafogo2x1 e 0x0
1998PalmeirasCruzeiro0x1 e 2x0
1997GrêmioFlamengo0x0 e 2x2
1996CruzeiroPalmeiras1x1 e 2x1
1995CorinthiansGrêmio2x1 e 1x0
1994GrêmioCeará (CE)0x0 e 1x0
1993CruzeiroGrêmio0x0 e 2x1
1992InternacionalFluminense1x2 e 1x0
1991CriciúmaGrêmio1x1 e 0x0
1990FlamengoGoiás1x0 e 0x0
1989GrêmioSport0x0 e 2x1

Quem sou eu

Minha foto
11º BLOG DO PORTAL OESTE NEWS, ATUALMENETE COM 13 BLOGS 1067 LINKS, ALÉM DE UM TWITTER, UM ORKUT E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO ASSIM 783 PÁGINAS NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES, SENDO A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES DO RIO GRANDE DO NORTE, CRIADO A 28 DE DEZEMBRO DE 2008, COM A INSTALAÇÃO DO BLOG STPM JOTA MARIA E EM SEGUIDA, COM O BLOG OESTE NEWS. EQUIPE: JOTA MARIA, JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA, JOTA JÚNIOR E KELLY CRISTINA, SITUADO NA RUA LUIZ GONZAGA FERREIRA, Nº 1, BAIRRO BOA VISTA, MOSSORÓ-RN # E-MEIL:JOTAMARIAWEST@HOTMAIL.COM